Meios Eletrônicos de Pagamento

Para que servem as taxas das maquininhas de cartão?

Por 28 de outubro de 2019dezembro 17th, 2019Sem comentários
Taxas das maquininhas de cartão

Para que as rotinas complexas dos meios eletrônicos de pagamento possam funcionar, são necessários vários agentes. Cada um desempenha um trabalho específico para garantir que o dinheiro das suas vendas chegue à sua conta bancária. Basicamente, é por essa razão que são aplicadas as taxas das maquininhas de cartão. Mas nós seremos mais específicos para você entender melhor como tudo funciona!

 

Como você, que é empreendedor, bem sabe, não existe almoço grátis. De alguma maneira alguém está pagando pelo serviço realizado. E a operacionalização da cobrança por meios eletrônicos envolve, no mínimo, três empresas: a adquirente, o emissor e a bandeira. 

 

A adquirente é a empresa responsável pela captura, processamento e pagamento das transações. O emissor é o banco: é ele quem aprova ou não a compra do cliente, emite o cartão e se certifica da existência de fundos ou crédito para o pagamento da compra. Por fim, as bandeiras são as intermediárias entre as adquirentes e os emissores. É função delas estabelecer as normas de segurança, já que são as responsáveis por todo o esquema de pagamento. 

Para que existem as taxas das maquininhas de cartão

Aí você pode perguntar: mas por que essas empresas precisam cobrar taxas de cada operação se elas já ganham dinheiro por outros meios? A resposta simples é: você, que tem uma loja de calçados, por exemplo, deixa de cobrar pelas meias porque vende sapatos? Isso não seria possível, nem razoável, certo?

 

É o mesmo caso dessas empresas. A operacionalização dos meios eletrônicos de pagamento é uma solução dessas empresas. Não é porque elas têm outros produtos que qualquer um deles deve ser gratuitos, inclusive porque as transações com cartão concentram determinados riscos, alguns até graves, como da inadimplência dos clientes, que onera os emissores e adquirentes, por exemplo.

 

Além disso, há uma infraestrutura que precisa ser mantida e atualizada frequentemente para garantir o melhor serviço aos empreendedores e, consequentemente, mais satisfação aos clientes finais. 

Como escolher a melhor maquininha de cartão

É verdade que ninguém gosta de pagar taxas, mas elas são uma realidade para que esse mercado continue em desenvolvimento e trazendo benefícios para a sua empresa. Trata-se de um fornecedor, um serviço como qualquer outro que você tem necessidade, tal como a empresa que garante sua matéria-prima e a outra que leva ao seu ponto comercial o sinal de internet e telefone.

 

Como já vimos aqui no blog, mesmo quem aplica a taxa zero não pratica esse discurso para sempre: é uma promoção, limitada pelo tempo e condicionada ao seu faturamento. Fora desse cenário, você pode ter que pagar taxas muito maiores do que as normalmente praticadas no mercado, além de ter um serviço que, em muitos casos, não se compara com a qualidade de um outro fornecedor que tenha taxas mais competitivas.

 

Ou seja: você não tem à disposição essa gratuidade por um período relevante que realmente impacte positivamente nas contas do seu negócio. Junto a isso, lembre-se, são essas taxas que garantem outros recursos importantes para as suas vendas, como um suporte simplificado e ágil e o acesso a tecnologias que fazem a diferença.

 

No fim das contas, a boa relação que você vai ter com seu fornecedor de meios eletrônicos de pagamento depende, sobretudo, da transparência e da qualidade do atendimento. Começar uma relação já cheia de poréns pode fazer você perder dinheiro e levá-lo a uma escolha sem considerar os reais benefícios de quem não faz propaganda usando chamarizes fáceis.

 

Enfim, esperamos que tenha ficado claro a importância da cobrança de taxas das maquininhas de cartão. Assim como qualquer outro fornecedor, naturalmente que o valor das taxas deve ser considerado ao escolher quem vai trabalhar com você. Mas essa decisão precisa ponderar todos os outros fatores que envolvem o serviço, como a tecnologia, o suporte, a conectividade e a credibilidade. Colocar na balança apenas as taxas pode fazer você perder dinheiro.

 

E por falar em não perder dinheiro, temos um e-book muito interessante sobre gestão de vendas. Com ele, você vai conhecer ótimas estratégias para vender mais e aumentar o seu faturamento. Clique na imagem abaixo e faça o download gratuitamente!

 

 

Caso tenha restado alguma dúvida sobre as taxas das maquininhas de cartão, entre em contato conosco ou deixe o seu comentário no espaço abaixo! Estamos sempre à disposição para atender você.

Comente