Assessoria de cobrança

Ter uma equipe de cobrança temporária não é uma boa opção. Veja por quê

Por 18 de janeiro de 2018dezembro 2nd, 2019Sem comentários

Por mais que as empresas tomem as mais variadas atitudes para evitar a inadimplência nos negócios, dificilmente você passa longos períodos sem que algum cliente deixe uma conta atrasar, não é mesmo? Cobrar esses débitos, então, é uma atividade extremamente importante. Por isso mesmo que ela precisa ser feita por uma equipe de cobrança especializada e não por profissionais de outros setores, como financeiro e vendas.

 

O problema da equipe de cobrança, no entanto, está no volume de trabalho, ou seja, na demanda que neste segmento, varia muito a cada período. Em alguns momentos do ano pode ser maior e, em outros, menor, dependendo de aspectos econômicos e outros fatores que influenciam a saúde financeira dos clientes.

 

Com essa alternância na demanda, manter uma equipe própria pode virar uma dor de cabeça e um prejuízo para a empresa. Em alguns momentos, os profissionais ficarão com o tempo ocioso. Por outro lado, quando o volume de trabalho aumentar, eles acabarão tendo uma sobrecarga.

 

É aí que muitos empresários pensam na solução que vem da contratação de um colaborador temporário, que vai trabalhar nos meses de maior demanda de cobranças. Assim, aliviam os trabalhadores fixos e tornam desnecessária a formação de uma equipe ainda maior.

 

Nesse sentido, a última reforma trabalhista prevê uma segunda alternativa, que é a jornada intermitente. Segundo essa regra, a empresa formaliza um contrato com um profissional e pode chamá-lo sempre quando for necessário, pagando um salário correspondente ao período em que ele atuou, mas também arcando com os direitos trabalhistas proporcionais a esse tempo.

 

No entanto, essa e outras regras da reforma trabalhista entraram novamente em discussão no Congresso Nacional e podem acabar caindo antes mesmo de serem, de fato, implementadas.

Desvantagem de contratar equipe de cobrança temporária

Mas nem tudo são flores. Essas duas alternativas têm desvantagens que precisam ser fortemente levadas em consideração. Uma delas é o custo, que flutuará muito entre um mês e outro, não dando ao gestor a segurança necessária para trabalhar, sem contar que essas opções, apesar de úteis em relação à demanda, também geram gastos e encargos trabalhistas.

 

A segunda grande desvantagem está ligada à rotatividade dos colaboradores. No caso do trabalho temporário, os profissionais não terão tempo suficiente para se adaptar aos serviços. No trabalho intermitente, o problema é parecido, pois a pessoa pode acabar não adquirindo o ritmo ideal e não se acostumando o suficiente com as atividades, já que trabalhará em curtos períodos.

 

Junto a esses dois fatos vêm a identificação com a cultura da empresa, que trabalhadores temporários dificilmente terão por conta do tempo que ficarão na empresa. E o problema disso é que a área de cobrança exige um compromisso com as diretrizes do negócio, com aquilo que ela acredita ser o mais correto. Sem isso, fica mais difícil, por exemplo, conseguir engajamento das pessoas.

 

Além disso, por esse setor passam muitas informações sigilosas, de seus clientes. Dados sobre contratos, negociações e valores precisam ser abertos para que o processo de cobrança possa ser realizado.

Assessoria de cobrança como alternativa

Uma solução para esse impasse, portanto, é a contratação de uma assessoria de cobrança, que assumirá todo o trabalho. Assim, você não tem o custo fixo de folha de pagamento que naturalmente ocorreria na implantação de uma equipe, além, é claro, dos equipamentos que seriam necessários para executar esse trabalho.

 

Caso a sua empresa precise de recursos financeiros imediatos para fazer essa contratação, entre em contato com a Valorem e conheça a nossa antecipação de recebíveis! Por meio dessa alternativa de crédito, a sua empresa tem acesso a um dinheiro que já faz parte do seu patrimônio, mas que só entraria no caixa mais tarde. Para entender melhor, faça o download gratuito do nosso e-book sobre este assunto! É só clicar na imagem abaixo!

 

Comente