GestãoMeios Eletrônicos de Pagamento

Saiba o que é e como definir o público-alvo do seu negócio

Por 26 de abril de 2019dezembro 17th, 2019Sem comentários
Definir o público-alvo

Nenhuma empresa sobrevive sem vender seu produto ou serviço, certo? E para isso, claro, é preciso que alguém se interesse em comprá-lo. Dentro das estratégias de marketing, chamamos o conjunto de pessoas com maiores chances de querer o que você tem a oferecer de público-alvo. Porém, nem sempre está claro quem faz parte desse grupo de potenciais clientes, fazendo com que você aposte nas pessoas erradas. Então, saber como definir o público-alvo é essencial para a manutenção do seu negócio.

Para isso, porém, é preciso ter alguns cuidados. O primeiro deles é entender que nem todo mundo faz parte do seu público-alvo. Por mais que o seu produto e serviço seja popular, não são todas as pessoas que vão se interessar por ele. Depois, é saber que há duas formas de classificar esse grupo de interesse: demográfica e comportamental.

Enquanto na demográfica são levantadas características como quem são, onde moram, idade, estado civil, profissão e quanto ganham, o comportamental vai descrever como vivem e o que fazem, como e o que compram, com qual frequência e quanto gastam. Unindo os dois tipos de informações fica muito fácil definir o público-alvo da sua empresa.

Bom, com isso em mente, separamos algumas dicas para ajudar você identificar os potenciais clientes, ou clientes ideais, do seu negócio. Confira!

Como definir o público-alvo

Muita gente pergunta o momento certo de definir o público-alvo. A resposta correta é: agora, independentemente se você ainda está abrindo o seu negócio ou já está no mercado há tempos. Isso porque, mesmo que a sua empresa já tenha alguns anos de estrada, o público-alvo pode mudar e, por isso, precisa ser revisto com certa frequência.

Vamos pegar o exemplo da telefonia, um serviço que mudou bastante nos últimos anos. As empresas tiveram que atualizar suas tecnologias e sua forma de atender, pois o público mudou. Antes, o público-alvo era, normalmente, o pai ou a mãe de família que sustentava a casa e que tinha um ganho considerável, pois era um serviço caro. Hoje, a maioria das pessoas usa telefonia móvel e precisa de um atendimento dinâmico. Quem não se atualizou, acabou ficando para trás.

Para sua empresa não correr o risco de ficar pelo caminho, confira as dicas que separamos para auxiliar você a definir o público-alvo:

1 – Faça uma pesquisa de mercado

A pesquisa de mercado é uma ferramenta bastante utilizada por quem tem um negócio, pois oferece diversas respostas, como a aceitação do seu produto ou serviço, as demandas dos consumidores e até quem são seus concorrentes. Com relação ao público-alvo, ela vai ajudar a conhecer quais pessoas fazem parte do grupo de potenciais clientes.

Como o objetivo é definir o seu público-alvo, o ideal aqui é ouvir as pessoas que já compram da sua empresa. Porém, é importante também verificar os clientes dos seus concorrentes diretos. Com todas as informações em mãos, você terá material para definir o perfil do seu público-alvo.

2 – Crie grupos de segmentação

Muito provavelmente, ao receber o resultado da pesquisa de mercado, você verificou que o seu público-alvo não é homogêneo, ou seja, não é formado apenas por empresários homens entre 30 e 40 anos, profissionais liberais mulheres até 50 anos ou homens de até 30 anos que ainda estão estudando, não é mesmo?

Normalmente, aparecem diversos perfis durante uma pesquisa. O que você precisa fazer é verificar quais deles são interessantes para o seu negócio e podem realmente se tornar potenciais clientes. Se o objetivo é atender mais de um perfil, o que geralmente acontece, o ideal é criar grupos de segmentação, pois isso facilita na hora de desenvolver estratégias e campanhas de marketing e vendas.

3 – Identifique a sua persona

A persona é um aprofundamento do público-alvo, pois além de representar um grupo, ela precisa ter características comuns às pessoas comuns. Então, ao invés de dizermos que se trata de uma mulher com até 50 anos que trabalha como profissional liberal, precisamos dizer que é uma mulher de 42 anos, advogada, com dois filhos, separada, que tem casa e carro próprios, mora no mesmo bairro da sua empresa, trabalha cerca de 10 horas por dia, tem os finais de semana livres, gosta de ir ao cinema e de praticar corrida. Há profissionais que indicam, inclusive, que a persona tenha um nome.

Deu para ver a diferença entre as duas definições, não é mesmo? A importância de identificar a persona está no fato de ela ser uma das bases para uma estratégia de marketing de sucesso, sendo o ponto de partida para o planejamento e a realização de cada atividade, pois é a representação do cliente ideal, aquele que você deve querer atingir e conquistar. E, assim como o público-alvo, sua empresa pode ter mais de uma.

Seguindo nossas dicas, a sua empresa será capaz de criar formas mais assertivas de fazer a divulgação do seus produtos ou serviços, atrair o cliente ideal e obter boas vendas. Esperamos que você tenha gostado do nosso artigo e siga acompanhando nosso blog, pois sempre temos novidades para auxiliar no dia a dia do negócio.

Comente