Antecipação de recebíveis

Saiba como conseguir crédito no início do ano para sua empresa

Por 6 de janeiro de 2020janeiro 22nd, 2021Sem comentários
Crédito no início do ano

Aquela história de que o ano começa só depois do Carnaval é uma afirmação já superada. Com o mercado dinâmico e a concorrência cada vez mais acirrada, ganha quem largar na frente. O desafio maior está no fato de que esse não é um período exatamente favorável para colocar a máquina para funcionar a pleno vapor. E é aí que entra a necessidade de conseguir crédito no início do ano.

Claro que muitos empreendedores, sabendo da característica particular dos primeiros meses do ano, já se programam e fazem uma reserva com a intenção de manter as operações em funcionamento. São nesses momentos que percebemos a importância dos investimentos financeiros empresariais, um recurso interessante para segurar as pontas em períodos de menor demanda de trabalho.

Porém, mesmo quem se programa está sujeito a um caixa mais vazio. Custos trabalhistas com décimo terceiro salário e, em muitos casos, pagamento de participação dos lucros e férias, além de uma programação especial para adequar a entrega dos produtos e serviços ao calendário muito peculiar do período de festas, consomem mais dinheiro.

Somado a isso, a virada de ano costuma concentrar um maior volume de renovação de contratos, que em vários casos ainda estão em discussão, gerando incerteza sobre eventuais receitas recorrentes. Assim, não se sabe exatamente qual será a demanda que está por vir. A movimentação do mercado também é incerta, porque todo mundo ainda está se organizando.

Enfim, é possível que você esteja sentindo todo esse contexto. Caso não esteja ― seja por alguma peculiaridade do seu negócio, seja por ter se preparado de uma maneira diferente ―, vale o alerta sobre essa dinâmica da época. Afinal, a maior parte das empresas passa por tudo isso. Portanto, a dúvida que fica é: como não deixar que essa realidade interfira na empresa e na lucratividade?

Crédito no início do ano: como conseguir?

Uma maneira de proteger a sua empresa de todo esse contexto é buscar crédito no início do ano. Entretanto, é preciso optar por uma boa modalidade de crédito. É necessário que essa modalidade seja inteligente, estratégica e que não prenda a sua empresa a uma dívida que se alongue pelo restante do ano.

Contudo, mesmo quando falamos em crédito no início do ano, a situação permanece complexa. As razões são muitas. Por conta de o exercício estar apenas no início, a pressão por metas nas instituições bancárias ainda não está tão agressiva. Desse modo, a concessão de recursos tende a ficar mais restritiva.

Como é época de renovação de contratos e ajustes de demandas, conforme apontamos no início deste artigo, as comprovações que a sua empresa tem para servir de garantia podem ser consideradas insuficientes. Talvez não insuficiente para conseguir crédito no início do ano, mas sim para retirar a quantia adequada para as suas necessidades.

Analisando tudo, o que parece ser mais adequado? Primeiramente, sabemos que não é interessante entrar em dívidas longas. Por conta disso, empréstimos e financiamentos já deixam de indicados. Além disso, no caso do financiamento ― que requer uma destinação específica dos recursos ―, o uso do dinheiro fica limitado diante da necessidade de usar esse valor para pôr várias coisas em dia.

É assim que chegamos à antecipação de recebíveis: uma opção inteligente, ágil e feita na medida certa para solucionar qualquer necessidade de crédito no início do ano. Contudo, como dar garantias se o contexto não é favorável? Na antecipação de recebíveis, isso não é um problema. Vamos ver o porquê!

Antecipação de recebíveis: garantia real

A garantia real é uma modalidade de antecipação de recebíveis que usa imóveis como garantia da operação. Só é preciso se atentar às características do imóvel apresentado: é possível oferecer um terreno em área urbana, um escritório secundário ou um patrimônio alugado (desde que o inquilino assine um termo de renúncia de preferência de compra do imóvel).

Não pode ser usado o imóvel-sede da empresa, a residência de uso dos sócios ou proprietários, propriedades rurais, veículos ou imóveis de fábricas.

Após escolher o imóvel, todos os demais procedimentos são comuns a qualquer operação de antecipação de recebíveis. A sua empresa entrega os borderôs das vendas que deseja antecipar, o pedido é analisado e, conforme for, a transação é aprovada. Em geral, os recursos ficam disponíveis em poucas horas.

Assim, a sua empresa tem acesso a todos os benefícios da antecipação de recebíveis: ela usa um dinheiro que já faz parte do patrimônio, ainda que, na prática, só entraria mais tarde no caixa. Além disso, não fica obrigada a fazer pagamentos mensais, com juros, de um financiamento ou empréstimo.

 

 

A Valorem oferece a antecipação de recebíveis na modalidade garantia real. Fale com a gente e saiba como essa solução pode ajudar a sua empresa a ter crédito no início do ano para operar com tranquilidade, garantir os produtos e serviços aos seus clientes com a eficácia de sempre e abrir os trabalhos do novo período a todo vapor, assegurando um exercício de bons resultados.

Esperamos que este artigo tenha sido esclarecedor. Compartilhe ele com seus colegas para conhecer a melhor solução de crédito no início do ano e, caso queira contribuir com o tema, fique à vontade para deixar o seu comentário no espaço abaixo.

Comente