Meios Eletrônicos de Pagamento

Entenda como evitar fraudes nas vendas em e-commerces e lojas físicas

Por 18 de dezembro de 2019janeiro 22nd, 2021Sem comentários
Como evitar fraudes

Saber como evitar fraudes é um requisito para quem quer efetivamente receber por tudo o que vende. Os procedimentos de segurança envolvem a criação de um ambiente seguro de vendas, o conhecimento de quem é o cliente e a prática de alguns procedimentos simples de verificação de autenticidade dos documentos.

Nós entendemos que todo empreendedor fica feliz com a chegada de um período de alta nas vendas. A possibilidade de ampliar os ganhos precisa ser aproveitada da melhor maneira! O problema é que a expansão das vendas acaba gerando também um aumento no volume de trabalho, fazendo com que muitos negligenciem esses cuidados que acabamos de citar.

Para saber como evitar fraudes e de que maneira administrar o seu negócio para evitar riscos, vamos detalhar para você os pontos de atenção capazes de garantir a segurança das operações. Vamos lá?

Como evitar fraudes em vendas pela internet

Segundo uma pesquisa da ACI Worldwide, o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking de fraudes no e-commerce. Dados da ciberseguradora Psafe revelam que, entre janeiro e agosto de 2018, ocorreram por volta de 3,6 fraudes por minuto no país. Só esses números já acendem um sinal de alerta e devem ser razão mais que suficiente para saber como evitar fraudes.

Caso a sua loja seja um e-commerce, uma cautela básica é ter o selo de certificação de segurança. É possível identificar se o seu site tem essa proteção de duas formas: a primeira é observando o ícone de um cadeado fechado no alto do navegador, geralmente no início da barra de endereço. A segunda é no próprio endereço: se ele começa com https (e não apenas http), essa segurança está ativa.

Se você não tiver tal proteção, é fundamental regularizar este item. Além de ser importante para evitar fraudes, o próprio cliente pode deixar de comprar no seu negócio por entender que o ambiente não é seguro. Portanto, é um duplo risco à sua empresa.

Outro ponto de atenção primário é contratar um sistema antifraude. Ele analisa as informações dos consumidores por meio de redes neurais e técnicas de inteligência artificial. Com isso, é possível saber de onde o cliente veio e acompanhar toda a navegação dele no site.

No ato da compra, as informações do pedido passam por  ferramentas que analisam as redes sociais, geolocalização do IP, detecção de proxy, entre outros detalhes. Isso permite que o e-commerce tenha requisitos para dizer se o pedido tem ou não condições de ser aprovado.

Como evitar fraudes em pontos físicos

Agora, se o seu comércio é em um ponto comercial, os cuidados não devem ser menores! Não é porque o cliente está presencialmente ali que o seu negócio não está sujeito a esses inconvenientes. Portanto, quem tem loja física também precisa saber como evitar fraudes. 

Elas podem acontecer por conta de clonagem de cartão, cartão falso ou mesmo roubado, o que naturalmente resulta na contestação da venda pelo proprietário original, deixando você no prejuízo.

Então, a primeira dica é: conheça o seu cliente! Faça um cadastro breve dele com informações básicas: nome, endereço, documento, telefone de contato e e-mail. Nesse gesto, você aproveita para efetivar dois itens simples de prevenção: conferir os documentos e ter um registro de quem fez a compra.

Mesmo que você tenha um supermercado, panificadora, restaurante, lanchonete, posto de gasolina ou outro comércio que tem vendas com valores mais baixos e atendimento mais rápido, é possível fazer esse procedimento de uma forma criativa. Você pode oferecer descontos (algo simples, como 5% na primeira compra, por exemplo) para clientes cadastrados. 

Com isso, é possível contornar a recusa do cliente em ceder seus dados. É claro que muitos vão negar, mas saber como evitar fraudes é isso mesmo: talvez não eliminar os riscos, mas mitigá-los.

Mais que uma ação antifraude, ter os dados do cliente pode servir como uma ferramenta de marketing. Assim, você pode entrar em contato com ele sempre que tiver promoções, lançamentos ou algum evento especial.

Mas voltemos ao assunto de como evitar fraudes! Bom, outra precaução que pode ser tomada é emitir a nota fiscal do pedido. Nela deverá constar modelo, marca, cor, valor, data da compra, enfim, dados completos da sua empresa, do produto e do cliente. Esse conjunto de informações podem ser bem úteis, caso você tenha que ir atrás de algum fraudador, além de inibir o ato.

Em vendas de alto valor, mesmo que a operação seja realizada com senha, peça para ver um documento com foto do cliente. Se ele demonstrar estranheza nesse pedido, diga que é um procedimento padrão para garantir a segurança dele próprio. Pode haver alguma contrariedade, mas a maioria vai entender.

Por fim, duas últimas dicas: jamais permita que o cliente manuseie a maquininha de cartão! E outra: verifique o cartão da mesma maneira como você confere cédulas de dinheiro de alto valor: passe as mãos, confira o selo metalizado da bandeira na parte de trás e procure por qualquer característica estranha que possa indicar alguma falsificação.

Esperamos que essas dicas possam ajudar o seu negócio a evitar prejuízos causados por fraudes. Compartilhe este artigo com seus colegas e, se você tiver alguma dúvida ou contribuição sobre o assunto, deixe o seu comentário no espaço abaixo ou fale conosco! Estamos sempre à sua disposição!

 

Comente